IRPJ/CSL – Alterados os limites para opção pelo Lucro Presumido e pelo Lucro Real

Fale com um especialista agora gratuitamente!
Nesse artigo você vai ver:
Lei nº 12.814/2013 (resultante da conversão, com emendas, da Medida Provisória nº 594/2013), entre outras providências, altera os arts. 13 e 14 da Lei nº 9.718/1998, para determinar que, a partir de 1º.01.2014:

a) as pessoas jurídicas cuja receita bruta total, no ano-calendário anterior, tenha sido igual ou inferior a R$ 78.000.000,00 ou a R$ 6.500.000,00 multiplicados pelo número de meses de atividade do ano-calendário anterior, quando inferior a 12 meses, poderão optar pelo regime de tributação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) com base no lucro presumido; e
b) estão obrigadas à apuração do lucro real as pessoas jurídicas cuja receita total, no ano-calendário anterior, seja superior ao limite de R$ 78.000.000,00 ou proporcional ao número de meses do período, quando inferior a 12 meses.

Dessa forma, fica prejudicada a alteração anterior dos referidos dispositivos, pela Medida Provisória nº 612/2013, a qual estabelecia que, a partir de 1º.01.2014:

a) a pessoa jurídica cuja receita bruta total, no ano-calendário anterior, fosse igual ou inferior a R$ 72.000.000,00 ou a R$ 6.000.000,00 multiplicados pelo número de meses de atividade do ano-calendário anterior, quando inferior a 12 meses, poderia optar pelo regime de tributação com base no lucro presumido;
b) estariam obrigadas à apuração do lucro real as pessoas jurídicas cuja receita total, no ano-calendário anterior, fosse superior ao limite de R$ 72.000.000,00 ou proporcional ao número de meses do período, quando inferior a 12 meses.

(Lei nº 12.814/2013 – DOU 1 de 17.05.2013)

Fonte: Editorial IOB

 

Compartilhe nas redes:

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Artigo - Direto Group - Contabilidade em São Paulo - SP

Deixe um comentário

Veja também

Posts Relacionados

Planejamento tributário para Family Office: Faça corretamente!

Planejamento tributário para Family Office, você sabe como fazer corretamente?  Então, fique tranquilo! Elaboramos este artigo para que você tire suas dúvidas de como funciona este tipo de planejamento tributário e tudo o que envolve sua estrutura!  O planejamento tributário é uma atividade que tem por objetivo diminuir a carga

BPO Financeiro para Family Office: principais vantagens

BPO Financeiro para Family Office: o que é e principais vantagens Confira as principais vantagens do BPO Financeiro para Family Office. O BPO Financeiro é uma solução que permite terceirizar as atividades financeiras de uma empresa.  Essa prática pode trazer diversos benefícios para os Family Offices, sendo empresas que gerenciam

Entenda o papel dos Multi Family Offices para famílias abastadas

Multi family office: Compreenda o que é e o que faz! Saiba como os Multi Family Offices oferecem expertise profissional, personalização e eficiência de custos para atender às necessidades da gestão financeira. As famílias abastadas, muitas vezes, enfrentam desafios únicos quando se trata de gerenciar suas finanças, investimentos e patrimônio. 

Proteção patrimonial para family office: como funciona?

Proteção patrimonial para family office: como funciona? Fique por dentro do conceito, como funciona e quais os principais benefícios da proteção patrimonial para o family office. Saiba como realizá-la! A proteção patrimonial é uma estratégia que visa preservar e aumentar o valor do patrimônio de uma pessoa ou de uma

Family Office: uma opção viável para todas as famílias.

Family Office: entenda como esse serviço pode ajudar sua família O Family Office é uma estrutura de gestão de patrimônio que foi tradicionalmente associada a famílias extremamente ricas.  Descubra como o conceito evoluiu e agora está se tornando cada vez mais acessível e benéfico para famílias de diferentes níveis de